6 Abril    



 

Como de costume, Jesus foi para o monte das Oliveiras, e os seus discípulos o seguiram. Chegando ao lugar, ele lhes disse: “Orem para que vocês não caiam em tentação”.

Lucas 22:39-40

Pensamento: A passagem nos lembra logo que isso era "costume" de Jesus. Se Jesus precisava estar ligado constantemente ao Pai em oração, imagine nós! Um provérbio dinamarquês diz “Ninguém pode ser pego num lugar que ele não visita.” A oração, focalizando nossas mentes em Deus e nos conectando diretamente a Ele, nos guia pelas veredas da vontade dEle. Ligados a Deus e à vontade dEle por meio da oração, corremos muito menos risco de cair em pecado. Nós não estaremos lá onde Satanás quer nos pegar. O sentido de “cair em tentação” é de sucumbir à força dela, de ceder à tentação e pecar. A exortação de orar, repetida em v. 46, lembra que Jesus ensinou os discípulos a pedirem ao Pai (em oração) para não os deixar cair em tentação (11:4). Quantas instruções o Senhor nos dá que, na hora, não parecem tão importantes, mas, que descobrimos depois serem cruciais à nossa sobrevivência. Em momentos de perigo a melhor posição do guerreiro de Deus é de joelhos dobrados. É isso que Jesus fará em seguida. Que Deus nos ajude a lembrar o exemplo do nosso Mestre.

Oração: Pai Santo, não há exemplo melhor do que Jesus na guerra espiritual que é travada a cada dia ao nosso redor. Obrigado por Jesus, pelo exemplo e pelas palavras dEle. Obrigado pela oração que nos une a Ele e ao Senhor e nos leva adiante na batalha da fé. Em nome do Santo Guerreiro oramos. Amém. || Veja a imagem especial: http://www.iluminalma.com/img/il_1pedro5_8.html

Dennis Downing é o autor do devocional diário "Jesus disse...",
Copyright © 2006-2009, Dennis Downing. Todos os direitos reservados. As citações bíblicas são da Nova Versão Internacional (Nda Sociedade Bíblica Internacional (www.sbibrasil.org.br), salvo indicação em coário.