Perdão

 Abba Moisés e o julgamento

Certa vez um rabino, Abba Moisés, foi chamado para um concílio. Era para julgar a falha de um homem. 

O rabino foi à reunião carregando uma jarra cheia de água, porém com um buraco no fundo. Quando o viram, perguntaram "Ó rabino, que é isso"? 

O velho rabino falou "Meus pecados derramam por trás de mim e eu não os vejo. E hoje vim julgar os erros de outro." Quando os outros ouviram, perdoaram o homem. 

Traduzido de The Sayings of the Desert Fathers, translated by Benedicta Ward em “A Guide To Prayer For All God's People”, Job and Shawchuck, Nashville: Upper Room Books, 1990. p.360


Os dois monges e a moça bonita

Há uma história sobre dois monges no Japão.

Andando um dia debaixo de uma chuva forte num caminho coberto de lama, encontraram uma moça bonita num vestido de seda, sem meios para atravessar um riacho.

- "Venha comigo" disse Tansan. Ele a levantou nos braços e atravessou o riacho, deixando ela do outro lado.

Ekido, o outro monge, não disse nada até aquela noite quando eles chegaram no templo. Aí, ele não consegiu se controlar mais.

- "Nós monges não nos aproximamos a mulheres." ele disse a Tansan. "Especialment quando elas são jovens e bonitas. É perigoso! Por que você fez isso?"

- "Eu fiz para ajudar," explicou Tansan. "E, eu deixei ela lá, à beira do riacho. Você ainda está a carregando?"

Quantos pecados de outros nós ainda carregamos?

- Autor desconhecido


 

18/10/2005