A Promessa da Páscoa
Uma pregação baseada em João 14:1-3
de Dennis Downing

Jesus disse: —Não se abalem! Continuem confiando em Deus e continuem confiando em mim. Na casa de meu Pai há muitos cômodos. Se não fosse assim, eu já lhes teria dito, pois vou preparar um lugar para vocês. Depois de ir e preparar lugar para vocês, eu voltarei. Então levarei vocês comigo, para que possam estar onde eu estiver. João 14:1-3 VFL

v.3 "Depois de ir e preparar lugar para vocês, eu voltarei. Então levarei vocês comigo, para que possam estar onde eu estiver."

Jesus fez várias promessas durante sua vida.

Ele prometeu perdoar nossos pecados.
Jesus prometeu nos dar uma nova vida.
Ele prometeu dar a seus seguidores o Espírito Santo.

Jesus fez várias promessas boas para nós.

Mas, também, ele fez várias promessas sobre ele mesmo.
Ele prometeu que certas coisas iam acontecer com ele.
Só que, a maioria destas promessas era de coisas terríveis de muita dor e sofrimento.

Jesus prometeu que seria traído. (Lc 22:22; Mc 14:18)
Jesus prometeu que seria escarnecido, ultrajado, que iriam cuspir nele. (Lc 18:32)
Ele prometeu que seria açoitado. (Mt 20:19)
Jesus prometeu que seria crucificado. (Mt. 26:2)

Se você parar para pensar, estas promessas são promessas estranhas. Normalmente prometemos coisas boas.

Você promete brincar com seu filho depois do almoço no sábado.
Você promete a sua esposa que vai concertar aquela porta ou janela quebrada.
Você promete a seu chefe que vai alcançar aquela meta.
Você promete a sua mãe que vai conseguir aquela nota na escola.
Você promete seu amigo devolver aquele dinheiro emprestado.

Normalmente, promessas são de coisas boas. E, quando prometemos coisas ruins – é para os outros.

Um menino na escola leva uma tapa de um colega.
Ele promete se vingar.

Um homem é insultado por outro.
Ele promete dar o troco.

Uma mulher é ofendida pela vizinha.
Ela promete “Você vai pagar por isso.”

E assim vai.
Quando nós fazemos promessas de coisas ruins, de sofrimento, de fazer alguém “pagar” – é para os outros.

Prometemos que quem vai sofrer é o outro.

Mas, não foi assim com Jesus.
Jesus prometeu coisas duras, de muito sofrimento para si mesmo.

Note como Jesus fez cumprir todas essas promessas:
Marcos 14:18 Quando estavam à mesa e comiam, disse Jesus: Em verdade vos digo que um dentre vós, o que come comigo, me trairá.

Já pensou?
Jesus prometeu – "Eu vou ser traído por um de vocês".

Ele estava falando com seus inimigos?
Eram pessoas que ele havia prejudicado?

Não. Eram seus melhores amigos.

** Você já foi traído por um amigo ou parente?
É uma das piores sensações que um ser humano pode sentir.

Essa promessa de Jesus foi cumprida? - Foi, e como!
Jesus foi traído por Judas Iscariotes, um dos seus amigos, um homem da confiança dele.

Lucas 18:31-32 Tomando consigo os doze, disse-lhes Jesus: Eis que subimos para Jerusalém, e vai cumprir-se ali tudo quanto está escrito por intermédio dos profetas, no tocante ao Filho do Homem; pois será ele entregue aos gentios, escarnecido, ultrajado e cuspido;

A versão Fácil de Ler diz “estes vão zombar, insultar, e cuspir nele”

** Alguém já zombou de você?
Já foi insultado alguma vez?
Alguém já cuspiu no seu rosto?

Imagine você prometendo aos seus melhores amigos – tudo isso vai acontecer comigo na próxima Sexta Feira.
A promessa foi cumprida? - Foi.

Jesus foi traído, entregue aos líderes religiosos.
Estes bateram em Jesus e zombaram dele.

Depois o entregaram à tropa de choque dos soldados Romanos.
Estes cuspiram no seu rosto e bateram mais nele.

Foi uma promessa de muito sofrimento e dor.
Mas, Jesus cumpriu esta promessa.

Mat 20:19 E o entregarão aos gentios para ser escarnecido, açoitado e crucificado

Jesus prometeu que seria açoitado.

Os judeus tinham uma lei que um homem só podia levar 40 açoites.
Os Romanos não tinham esse limite.

Relatos de historiadores como Joséfo informam que muitas pessoas morreram ao serem açoitados, de tão severo era o processo.

Os Romanos usaram um açoite de três tiras de couro.
Cada tira de couro tinha pedaços de osso, ferro, ou pedra.

Estes pedaços serviam como estiletes para arrancar pedaços da pele da vítima.

Às vezes, até os órgãos da vítima foram expostas.

** A maioria das pessoas que assistiram o filme “A Paixão” concordam que a pior parte é dos açoites que Jesus levou.

No final, toda a área dos ombros, das costas, da região lombar do Filho de Deus, é uma massa de pele rasgada e sangrenta.

Sabe a palavra em grego para açoitar? "mastigoo"

Lembra alguma palavra em português?
“mastigar” – pois é isso que o açoite fazia com a pele do homem.

Jesus prometeu “Eu vou ser açoitado.” E, ele foi.

Mais uma promessa de Jesus cumprida.

Uma promessa de sofrimento e dor intensa – só para ele mesmo.
Mas, Jesus cumpriu.

Ainda em Mat 20:19 E o entregarão aos gentios para ser escarnecido, açoitado e crucificado.

Só no Evangelho de Mateus, Jesus prometeu duas vezes que seu caminho era o caminho da cruz.
Outras duas vezes ele prometeu explicitamente que seria crucificado em Jerusalém.

E Jesus cumpriu esta promessa cruel e bárbaro.
Ele foi até a cruz.

** Os Romanos quebravam as pernas dos crucificados para apressar a morte, porque a morte era tão demorada e a pessoas sofria durante tanto tempo. (João 19:31-36)

Jesus agonizou durante horas, se empurrando pelas pernas para respirar, raspando suas costas açoitadas na madeira e rasgando mais ainda suas mãos e pés.

Mais uma promessa de Jesus cumprida.

Promessa de dor.
Promessa de sofrimento.
Promessa de crueldade.

Tudo isso Jesus prometeu que passaria, ele mesmo.
E ele cumpriu.

Você esperaria que as promessas de crueldade, de dor e sofrimento de Jesus seriam reservadas para seus inimigos. Mas, não.
Jesus reservou as piores promessas para si mesmo.

Por que? Para que ele pudesse reservar o melhor para nós.

Para que ele podia prometer a nós
– “Estou indo preparar um lugar para você. E um dia eu voltarei.”
Um dia voltarei para levar você para ficar no Paraíso comigo para sempre.

** Em 1989 um terremoto sacudiu o país da Armênia.
O terremoto durou apenas 4 minutos, mas, foi tempo suficiente para arrasar a nação, matando 3,000 pessoas.

Logo que terminou o tremor de terra, um pai correu para a escola primária para buscar seu filho.

Para surpresa dele o prédio havia desabado nivelando-se ao solo.

Olhando aquele monte de tijolos, pedras e ferros torcidos,
o pai lembrou-se da promessa que fizera ao filho:
"Aconteça o que acontecer, estarei sempre perto de você".

Motivado pela promessa ao filho, o homem localizou a área onde ficava a sala de aula e começou a remover os escombros.

Vários outros pais chegaram, chorando por seus filhos;

"É tarde demais", diziam. "Eles estão mortos. Nada mais pode ser feito".

Até mesmo a policia tentou impedir o homem.

Mas o pai prosseguiu na busca.
Escavou 8 horas, 16, 32, 36 horas.

Suas mãos sangraram. Ele ficou exausto, mas não desistiu.

Finalmente, depois de 38 horas exaustivas de trabalho ele afastou uma grande viga de concreto e começou a chamar por seu filho, "Arman! Arman!"

Do meio dos escombros seu filho respondeu, "Papai, estou aqui!"

O menino acrescentou uma frase que soou aos ouvidos do pai como a mais preciosa do mundo:

"Eu falei aos outros meninos que não se preocupassem. Falei que se você estivesse vivo, você viria me salvar, e que, depois que eu fosse encontrado, eles também seriam salvos. Você me prometeu: 'Aconteça o que acontecer estarei sempre perto de você'"

Deus também nos fez a mesma promessa.

Ele nos deu a seguinte garantia: "Voltarei..."

A terra pode tremer.
O mundo pode desabar.
Mas, Jesus voltará.

** Os terremotos têm vários nomes:
Traição. Tumor. Desemprego.
Câncer. Divórcio. Demissão.
Drogas. Bebida. Penitenciaria.
Atropelamento. Assassinato. Enterro.

Basta ler as manchetes para saber o que pode estremecer uma vida.
Basta vir ao culto de oração de uma igreja como esta e escutar os pedidos de oração, para ver as vidas que foram sacudidas.

Um pai, um homem como eu ou você, prometeu a seu filho.
"Aconteça o que acontecer, estarei sempre perto de você".

Graças a Deus ele podia cumprir aquela promessa.
Graças a Deus ele não desistiu de cavar até que encontrou seu filho.

Mas, às vezes homens fazem promessas e não cumprem.

O chefe promete “Sua vaga está garantida.”
No mês seguinte você recebe o recado que foi demitido.

O filho promete “Mãe, nunca vou usar drogas.”
E, aos 16 anos ele é preso por tráfico de maconha.

O marido promete honrar sua esposa e se conservar exclusivamente para ela enquanto estiver vivo.
Com sete anos de casamento ela descobre que ele tem uma amante.

Nós fazemos muitas promessas.
Mas, nem sempre cumprimos elas.

Por isso a gente se pergunta, eu devo confiar nas promessas de Jesus?
Posso confiar nele?
Ou, será que ele vai me trair também.

Os piores sofrimentos possíveis que um ser humano podia passar, Jesus prometeu para si mesmo.
E, todos estes, ele cumpriu.

Ele passou por tudo isso por causa do grande amor dele por mim e por você.
E, porque Jesus é fiel nas promessas.

É natural que duvidamos das promessas de homens.
Eles prometem a lua e nos deixam na mão.

Mas, Jesus é diferente.
Ele prometeu tudo do pior para si mesmo.
E, ele cumpriu.

Por que ele passou por tudo isso?
Porque era a única maneira de perdoar nossos pecados.

Jesus fez isso por nós.

Se Jesus foi fiel em tudo isso, ele não será fiel na promessa dEle de um dia voltar para você?
Jesus já cumpriu o pior.
Jesus já sofreu tudo por nós.

João 14:3 Depois de ir e preparar lugar para vocês, eu voltarei. Então levarei vocês comigo, para que possam estar onde eu estiver.

Creia em Jesus.
Confie na promessa dele.

Se ele prometeu todo aquele sofrimento para si e cumpriu, certamente ele vai cumprir nas promessas boas que ele faz para nós.

Para algumas pessoas, só falta uma coisa – dizer para Jesus
“Eu quero receber suas promessas para mim.”

“Jesus, eu quero ir com você para o Paraíso, para o céu.”

A gente faz isso com as nossas bocas.
Mas, precisamos fazer isso também com as nossas vidas.

Precisamos seguir ele na morte e na ressurreição.
Isso ele nos permita fazer através do batismo.

Precisamos permanecer nEle.
Isso ele nos permita fazer na Igreja.

Creia em Jesus, confie nEle.
E seja o que for que falta para você receber as promessas dEle, não demore mais.
Venha para Ele hoje!

Jesus prometeu “Eu voltarei”
Venha para ele, ainda hoje.
E, um dia ele voltará para buscar você!


Veja também “"O Controle Remoto e a Cruz"”.

  Copyright © 2012 Dennis Downing. Todos os direitos reservados. Reprodução só com permissão por escrito.