11 Dezembro    



 

Certo sábado Jesus estava ensinando numa das sinagogas, e ali estava uma mulher que tinha um espírito que a mantinha doente havia dezoito anos. Ela andava encurvada e de forma alguma podia endireitar-se. Ao vê-la, Jesus chamou-a à frente e lhe disse: “Mulher, você está livre da sua doença”. Então lhe impôs as mãos; e imediatamente ela se endireitou, e passou a louvar a Deus. Indignado porque Jesus havia curado no sábado, o dirigente da sinagoga disse ao povo: “Há seis dias em que se deve trabalhar. Venham para ser curados nesses dias, e não no sábado”. O Senhor lhe respondeu: “Hipócritas! Cada um de vocês não desamarra no sábado o seu boi ou jumento do estábulo e o leva dali para dar-lhe água? Então, esta mulher, uma filha de Abraão a quem Satanás mantinha presa por dezoito longos anos, não deveria no dia de sábado ser libertada daquilo que a prendia?” Tendo dito isso, todos os seus oponentes ficaram envergonhados, mas o povo se alegrava com todas as maravilhas que ele estava fazendo.

Lucas 13:10-17

Pensamento: Ajudar uma pessoa enferma raramente é conveniente. Você pode contrair uma doença. A pessoa pode estar lhe enganando. Sempre há motivos para nos desculpar e evitar o incômodo. O dirigente da sinagoga não estava disposto a ajudar a mulher e nem queria Jesus distraindo os "fiéis" com a cura. Embora não tenha sido conveniente e tenha contrariado os costumes da época, Jesus se importou o bastante com a libertação daquela mulher para contrariar as autoridades e tradições de seus dias. Se você estiver numa posição de influência ou autoridade na igreja, cuidado para não deixar princípios e costumes tomarem o lugar daquilo que é mais importante para Deus - as necessidades das pessoas. O povo que usa o nome de Jesus precisa ter a mesma urgência que Ele. Vamos trazer a libertação física e emocional, junto com a palavra libertadora do Evangelho e vamos trazer logo! O que para nós pode parecer uma inconveniência para outro pode ser uma questão de vida ou morte.

Oração: Pai Santo, oramos por todos aqueles que se sentem presos por enfermidades, pecados ou dúvidas que os atormentam. Que Jesus possa nos usar para amparar os doentes, animar os caídos e comunicar a palavra de ânimo do Evangelho que liberta para todos. Obrigado por nos libertar e por nos usar para libertar outros. Em nome de Jesus oramos. Amém. || http://www.iluminalma.com/img/il_tiago5_13a.html

Dennis Downing é o autor do devocional diário "Jesus disse...",
Copyright © 2006-2009, Dennis Downing. Todos os direitos reservados. As citações bíblicas são da Nova Versão Internacional (Nda Sociedade Bíblica Internacional (www.sbibrasil.org.br), salvo indicação em coário.